Tá Na Rua


MANIFESTO-AÇÃO

O Tá Na Rua é um dos principais grupos de teatro do Brasil, com 32 anos de atividades, dedicados ao desenvolvimento de uma linguagem teatral eminentemente popular, ligada às manifestações populares da nossa cultura. Tendo sempre à frente o diretor teatral Amir Haddad, um dos maiores encenadores do país, o Tá na Rua é uma referência, nacional e internacional, para a pesquisa, formação e criação no âmbito do teatro de rua.

Desde a primeira apresentação em abril de 1980 até julho de 1983 o Tá Na Rua vive a sua fase mais intensa de experimentação na rua, em espaços como feiras livres, praças, favelas, eventos populares, festas, comícios, etc. também a realiza Oficinas Teatrais para atores e não-atores, em espaços no Rio e em festivais e eventos pelo Brasil afora. Em 1986 o grupo recebeu o prêmio Shell especial pelo conjunto do trabalho. Nos anos 80, o grupo realizou também espetáculos em teatros convencionais, como Morrer pela Pátria, de Carlos Cavaco, no Villa-Lobos (1984), e Uma Casa Brasileira com Certeza, de Wilson Sayão, no teatro do CCBB (1989).

O Tá Na Rua estreou na Marquês de Sapucaí em 1989 na Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis, organizando a histórica Comissão de Frente e o carro abre-alas repleto de mendigos no célebre enredo Ratos e urubus larguem minha fantasia, assinado por Joãozinho Trinta. Esta relação entre os espetáculos teatral e carnavalesco está expressa em dois conceitos elaborados por Amir Haddad para a definição deste momento de seu trabalho: a proposta de "carnavalização do teatro / teatralização do carnaval", e a concepção do espetáculo teatral como "liturgia carnavalizada".

O Tá Na Rua desenvolveu um variado repertório de espetáculos de rua, que foram apresentados em diversos eventos e festivais nacionais e internacionais.

Atividades


Em breve nossas atividades estarão aqui mostradas